Roteiro de 5 dias em BARCELONA

Aqui vai um roteiro DIA A DIA para quem está a caminho de Barcelona pela primeira vez e não pode deixar de visitar os pontos imperdíveis da cidade. Barcelona é perfeita porque reúne tudo num só lugar: arte, cultura, história, gastronomia, praia e  muito agito.
barcelonaBora começar pela hospedagem. Procure uma região central para ficar. Meu hostel estava em Eixample, um bairro há 5 minutos a pé de duas estações do metrô: a Tetuan e a Monumental. Isso fez toda a diferença pra melhor, é claro! Minha amiga e eu ficamos num quarto feminino com 12 camas e foi super tranquilo.

Andei MUI-TO por Barcelona para conhecer cada canto da cidade. Para distâncias maiores, só usei o metrô. Conheça melhor as linhas:
http://www.barcelonametro.com

Em Barcelona (onde fiquei por 5 dias), comprei o T10: um cartão que dá direito a 10 viagens tanto de metrô quanto de ônibus ou trem, e pode ser usado por mais de um passageiro. Custou cerca de 9 euros. Em comparação com os “cartões por dias”, achei o T10 mais interessante e econômico, mesmo tendo que comprar outro ao final do terceiro dia. Esse último, minha amiga e eu rachamos o valor e usamos juntas. Clique no link abaixo para ver o melhor para você:
http://www.tmb.cat/ca/barcelona-travel-card

5909019-T_10_MetroBusTramFunicular_Barcelona_Spain_Barcelona
FIQUE LIGADO
: há uma linha de ônibus que liga o aeroporto de Barcelona ao centro da cidade com ponto final na Praça da Catalunha, bem no centro!
 O serviço chama-se AEROBÚS e é exatamente um ônibus grande, largo, com espaço para quem está com malas. Há duas linhas que saem dos terminais 1 e 2.  O preço da passagem está em torno de 5,90 euros. Infinitamente mais em conta do que pegar um táxi.
http://www.aerobusbcn.com
Atenção: Eles NÃO rodam entre 1h da madrgada até as 5:35 da manhã.

1º DIA:
> Palácio da Música Catalã
> Praça da Catalunha
> Hard Rock Barcelona
> Las Ramblas
> La Boqueria
> Teatre Del Liceu
> Bairro Gótico
> Monumento a Colombo
> Rambla Del Mar


Para o primeiro dia, vamos começar pelo Palácio da Música Catalã (Um espetáculo de arquitetura!) com visitas a cada 30 minutos. Ele está há 4 minutos a pé da estação de metrô Urquinaona (linha 1 vermelha ou linha 4 amarela) e há 7 minutos da estação Catalunya (linhas 1 vermelha e 3 verde). Tente o primeiro horário: a partir das 10 horas da manhã. Sugiro que você compre seu ingresso online com 1 dia de antecedência para poder garantir sua entrada logo cedo e assim seguir todo o roteiro deste dia sem perder nenhuma das sugestões que virão:
http://www.palaumusica.cat/en/visitor-information_37987
Caso não deseje entrar, admire a fachada do Palácio que também é belíssima.

10480616_10202493887448590_1907060592656054886_n
Palácio da Música Catalã

Deixando o Palácio de Música Catalã, siga para Praça da Catalunha que é a maior praça de Barcelona e a mais central. Você não vai gastar nem 10 minutos a pé para chegar lá. Bem tranquilo. 😉

Untitled-1
Do Palácio da Música Catalã até a Praça da Catalunia.

A partir dela, vamos começar nosso passeio pelas Las Ramblas (uma das vias mais importantes da cidade) até chegarmos ao Porto Velho. Chegando na Praça da Catalunha, logo encontramos a Hard Rock. Se você é como eu, uma “Hard Rock-Lover,” precisa entrar e conhecer. 😉

IMG_0300
Hard Rock

Continue descendo pelas Ramblas que tem um calçadão largo onde várias pessoas caminham dia e noite. É muita movimentação, muitos turistas, muito o que se fazer também.  Para quem curte umas comprinhas BÁ-SI-CAS, você terá a H&M, a Zara, El Corte Ingles e a Desigual uma pertinho da outra. De enlouquecer! Descendo ainda, você encontrará um grande mercado, o La Boqueria. Entre, conheça, coma alguma coisa, tome um suco geladinho, fresquinho. Muita variedade.

Saindo do mercado, continuando nosso caminho, encontraremos o Teatre Del Liceu. Lindo! Há sempre visitas guiadas a cada meia hora. É uma das casas de ópera mais importantes do mundo! Há um pequeno cartaz à porta com informações dos horários e preços.

IMG_0348
Liceu

Saindo do Liceu, aventure-se por aquelas ruazinhas estreitas que cortam La Rambla e conheça o Bairro Gótico que é a parte mais antiga da cidade, o centro histórico. Por que “gótico”? Bom, a gente descobre isso quando olha para suas construções que são na maioria neste estilo. Lá, visitei a Basílica de Santa Maria Del Pi.

De volta ao calçadão das Ramblas, você encontrará o Monumento a Colón que é a mais famosa estátua erguida (7 metros de altura) em Barcelona em homenagem a Colombo.

IMG_0352
Monumento a Cristóvão Colombo

Pronto! Estamos no cais onde há a famosa passarela de madeira conhecida como Rambla Del Mar. Há opções de passeio de barco. Fiz um de apenas meia hora pelo porto. Sinceramente, não é nada de mais. No entanto, como havia andado por algumas horas, foi bom para descansar e relaxar um pouco. Hora de curtir e caminhar pela orla marítima da Barceloneta. Uma dica para nós brasileiros: apesar de ser um passeio pela orla, não convém fazer como aqui no Brasil e sair caminhando sem camiseta só de canga amarrada na cintura ou (para os meninos…) calção sem camisa. Isso não é costume local. Exato… você não está no Rio de Janeiro, infelizmente. 😉

Dica: aproveite os bares típicos da região. Há variedades de entradas (as tapas). Aaaaah amo calamares fritinhos e, claro: uma deliciosa paella. Amo! ❤

10350617_10202464902523985_1264823219650098166_n
Não faz assim que eu me apaixono.

 2º DIA:
> Passeig de Gràcia
> Casa Batlò
> Casa Milà
> Casa Vicens
Real Santuário de San José de La Montana
> Parque Guell

O segundo dia é dedicado integralmente a ❤ Gaudí ❤ em sua composição de mosaicos coloridos, suas formas orgânicas e onduladas. Como não se apaixonar? Comece pela Casa Batlò.
https://www.casabatllo.es/
Eu encarei fila quando cheguei para comprar minha entrada – gastei cerca de uns 15 minutos por não ter comprado com antecedência e logo que estava na porta caiu um pé d’água daqueles! Sorte a minha que eu já estava entrando! A Casa é maravilhosa. A localização não poderia ser melhor: “Passeig de Gràcia” que é a avenida mais importante de Barcelona. Uma área comercial, repleta das melhores e mais conhecidas lojas de grifes do mundo. Eu, particularmente, me entretive com a arquitetura artística das casas e prédios e com passeios culturais.

Ao deixar a Casa Batlló, em 5 minutos a pé, você estará na Casa Milà conhecida como La Pedrera que é um importante centro cultural da cidade de Barcelona. Passei por ela mas não entrei. 😦
https://www.lapedrera.com/ca/home

Almoce e tire a tarde para ir ao famoso Parque Guell que é atração IM-PER-DÍ-VEL! Trata-se de um parque urbano, todo arquitetado pelo Gaudí logo no início do século XX a pedido de Guell. Pegue a linha 3 verde do metrô na própria avenida (Passeig de Gràcia) e desça na Estação Vallcarca. Da estação ao parque, será uma boa caminhada (por volta de uns 15 minutos) mas tudo é bem sinalizado, há plaquinhas indicando o caminho e não tem como errar.

Untitled-2

Em desci um pouco antes porque queria conhecer a Casa Vicens também do Gaudí. ❤ Ela não é aberta ao público. Você vai apreciar somente a fachada dela. A casa está À VENDA!!! 😮 Ela foi o primeiro trabalho importante de Gaudí, e está localizada na Calle les Carolines, nº 24: uma rua bem estreita e com pouquíssima movimentação de pessoas.
10396276_10202477049947663_8030273511100616310_n

Dali, segui para o parque. Quando estiver bem próximo de chegar, você passará pelo belíssimo Real Santuário de San José de La Montana. ❤ Valei-me São José! 🙂

Chegando ao Parque Guell, não encontrei filas mas foi preciso esperar alguns minutos até entrar pois o acesso acontece a cada uma hora, se não me engano.

 3º DIA:
> Montjuic
> Fundação Miró
> Parque Olímpico
> Museu Nacional de Arte Catalunha
> Sagrada Família

Começando pelo Montjuic que é uma montanha com bela vista para a cidade de Barcelona. Para chegar lá, peguei a linha verde do metrô e desci na estação Para-Lel onde há uma baldeação para o funicular que nos deixa na base do teleférico. Comprei o trecho de subida e o de descida. O que foi uma pena! O de subida bastava. A vista do alto do teleférico é maravilhosa mas, ao chegar ao Monte, você se dá conta de que fazer a descida a pé pode ser interessante.

Após curtir a visita ao Monte, ao descer pelo teleférico, você estará na Avenida Miramar. Desça por ela, fazendo o caminho para o Parque Olímpico. É uma avenida bastante arborizada e agradável. Caminhando, você encontrará (ao seu lado direito) a Fundação Miró. Uma parte dela é aberta ao público gratuitamente. Então, entre! -) Aproveite também para tomar alguma coisa no café que tem lá dentro. Muito charmosinho. 🙂

Continue descendo em direção ao Parque Olímpico. Ao chegar nele, você encontrará o Estádio olímpico de Montjuic que nem sempre está aberto à visitação mas, seguindo, você estará em um grande espaço aberto onde está a Pira Olímpica, a Torre de Calatrava.

Siga as placas em direção ao Palácio Nacional onde está situado o Museu Nacional de Arte Catalunha: uma arquitetura belíssima com obras românicas, góticas, barrocas e modernas. Você já está bem perto da Praça de Espanha e dali você chega até a antiga Praça de Touros onde está o centro comercial Las Arenas. Como ali já não acontecem mais touradas (graças a Deus!), o espaço virou shopping. 😀

Hora de conhecer a famosa e magnífica construção da Basílica da Sagrada Família. Estamos na Praça da Espanha, então para seguirmos para Sagrada Família teremos que pegar o metrô linha verde (sentido Zona Universitária), descer na estação Sants Estació e fazer ligação para linha azul (sentido Horta) para, enfim, descer na estação Sagrada Família. A construção é de deixar o queixo caído. E pensar que ela só ficará totalmente pronta em 2026! 😮 Filas para entrar? Claaaaaaro!  Ingressos são caros? Siiiiiim!  Você precisa organizar seu roteiro e comprar seu ingresso com antecedência para não perder a ida até lá:
http://www.sagradafamilia.org
Ao comprar seu ingresso, você agenda o horário. O último horário é o das 19:30.

4º DIA
> Praia
> Parque Ciutadella
> Torre de Agebar (à noite)

A sugestão para este dia é algo que eu chamaria de “Programa de Domingão”. Dia de praia e parque. Eu e minha amiga acordamos cedo no domingo, decidimos ir à praia e, também, fazer um piquenique no parque da cidade depois do almoço. Vimos que do hotel até a praia mais próxima faríamos o trajeto em 15 minutos de ônibus e a pé em 30. Decidimos caminhar!  Fomos a Praia de Nova Icaria, perto do Cassino Barcelona. Lá, topless é algo extremamente comum entre mulheres mais adultas (geralmente acima dos 30) e, inclusive, entre mulheres bem idosas. A prática não é comum entre as meninas mais jovens. Enfim, é um lance cultural, natural entre eles. Outro lance interessante é você ver espanhóis chegando à praia vestidos normalmente com calças jeans, sapatos e começarem a trocar de roupa na areia mesmo. 😉 A praia é banhada pelo Mar Mediterrâneo e a água é, com isso, bem menos salgada e menos fria.

Minha amiga e eu não almoçamos por ali pois nesta região os restaurantes são bem caros. Levamos algo leve para comer. Após a praia,  seguimosr então para o mais antigo parque de Barcelona (uns 20 minutos de caminhada). O Parque da Ciutadella fica bem no coração da cidade. Lugar bonito, agradável. O que mais chamou nossa atenção foi o Pequeno Lago e a Fonte Monumental. Gaudí (na época, muito jovem) colaborou em alguns elementos arquitetônicos da fonte. Há também, outro lago com umas canoas e você pode alugá-las. Foi um espaço bem acolhedor para o nosso piquenique. No parque se encontram o Zoológico e os Museus de Geologia e Zoologia de Barcelona. Em uma das saídas pelo Passeio de Lluis Companys, há o Arco do Triunfo.

À noite, saia para dar uma volta pela cidade. Pegue o metrô na Estação do Arco do Triunfo, linha vermelha, e desça na Estação Graciès onde há a Torre Agbar. Linda, construída em concreto, aço e vidro. Não é a torre mais alta da cidade, mas creio que seja a mais exuberante. Não há nada o que se fazer por ali mas valeu a visita.

 5º DIA
> Colônia Guell
> Montserrat
> Catedral de Barcelona

Se você tiver mais um dia disponível em Barcelona, visite Montserrat e a Colônia Guell. Contratei o serviço turístico para isso num quiosque nas Ramblas. Era um pacote para as duas cidades no mesmo dia. Super recomendo. O passeio tinha guia falando em inglês e em catalão, narrando todos os detalhes importantes e interessantes sobre os locais, transporte em ônibus confortável com ar condicionado, saindo da Praça da Catalunha por volta das 8:30 da manhã e chegando em Barcelona entre às 4:30 da tarde.

A Colônia Guell mantém a mesma arquitetura de Gaudì até hoje. Nada ali pode ser modificado. Apenas, restaurado. Também não pode crescer como aconteceu com outras colônias ao redor. É um patrimônio cultural e, como tal, deve ser preservado. Quando ela foi projetada, a intensão de Guell era que seus funcionários da fábrica pudessem viver próximo ao trabalho. Além das casas, foram feitas outras edificações para que todos tivessem as necessidades básicas: uma escola (educação), um hospital (saúde), uma igreja (religião) e um teatro (lazer). Na época, em 1890, havia 1.500 moradores. Hoje, moram apenas 800 pessoas lá. Maior parte destes moradores é da 3ª ou 4ª geração dos primeiros que ali trabalharam e viveram. A Cripta é o ponto alto de nossa visita. Linda como todo projeto de Gaudí! Ela teria uma estrutura parecida com a da Catedral da Sagrada Família, sendo que bem menor, claro! Mas, Guell faleceu durante a construção e seus dois filhos preferiram não continuar com a obra pois, ao contrário do pai, não eram simpatizantes ao trabalho de Gaudí.

Depois, seguimos para Monserrat. Para subir, pegamos o monotrilho. Que vista! Que lugar espetacular! Para chegarmos ao pontos mais altos das montanhas é preciso ir de funicular e por lá há algumas trilhas. De lá do topo, tudo é majestoso. Em Monserrat, há um Monastério, uma basílica e um museu. Fiquei encantada com o lugar!

Como o ônibus chega às 4h30m na Praça da Catalunha, sugiro (caso tenham disposição) que façam como eu e minha amiga: parem para tomar um café, um suco e comer qualquer coisa. Em seguida, caminhem por uns 10 minutos até a Catedral de Barcelona. Lembro-me que quando chegamos lá, havia grupos pessoas de todas as idades dançando música folclórica. 🙂
Screen Shot 2016-07-20 at 1.35.29 AM

Bom, espero que o roteiro possa ajudá-los a se organizarem melhor e a aproveitarem bem a cidade. Dúvidas, perguntas: podem deixá-las nos comentários logo abaixo. Saudações cariocas a todos e ótima viagem a BCN. ❤

Para roteiro de 4 dias em Roma, clique aqui!

Um comentário

E você? O que diz?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s