Roteiro de 5 dias em BARCELONA

Aqui vai um roteiro DIA A DIA para quem está a caminho de Barcelona pela primeira vez e não pode deixar de visitar os pontos imperdíveis da cidade. Barcelona é perfeita porque reúne tudo num só lugar: arte, cultura, história, gastronomia, praia e  muito agito.

Aliás, por falar nisso, na Espanha, Barcelona perde apenas pra Ibiza no quesito vida noturna e baladas. As que ficam ao longo da Barceloneta são as mais frequentadas por turistas. Uma ou outra são apenas para maiores de 21 anos. Há umas que têm “dress code” mas de uma maneira geral, os lugares estão abertos para todos os tipos de público.
barcelonaBora começar pela hospedagem. Procure uma região central para ficar. Meu hostel estava em Eixample, um bairro há 5 minutos a pé de duas estações do metrô: a Tetuan e a Monumental. Isso fez toda a diferença pra melhor, é claro! Minha amiga e eu ficamos num quarto feminino com 12 camas e foi super tranquilo.

Andei MUI-TO por Barcelona para conhecer cada canto da cidade. Para distâncias maiores, só usei o metrô. Conheça melhor as linhas:
http://www.barcelonametro.com

Em Barcelona (onde fiquei por 5 dias), comprei o T10: um cartão que dá direito a 10 viagens tanto de metrô quanto de ônibus ou trem, e pode ser usado por mais de um passageiro. Custou cerca de 9 euros. Em comparação com os “cartões por dias”, achei o T10 mais interessante e econômico, mesmo tendo que comprar outro ao final do terceiro dia. Esse último, minha amiga e eu rachamos o valor e usamos juntas. Clique no link abaixo para ver o melhor para você:
http://www.tmb.cat/ca/barcelona-travel-card

5909019-T_10_MetroBusTramFunicular_Barcelona_Spain_Barcelona
FIQUE LIGADO
: há uma linha de ônibus que liga o aeroporto de Barcelona ao centro da cidade com ponto final na Praça da Catalunha, bem no centro!
 O serviço chama-se AEROBÚS e é exatamente um ônibus grande, largo, com espaço para quem está com malas. Há duas linhas que saem dos terminais 1 e 2.  O preço da passagem está em torno de 5,90 euros. Infinitamente mais em conta do que pegar um táxi.
http://www.aerobusbcn.com
Atenção: Eles NÃO rodam entre 1h da madrgada até as 5:35 da manhã.

1º DIA:
> Palácio da Música Catalã
> Praça da Catalunha
> Hard Rock Barcelona
> Las Ramblas
> La Boqueria
> Teatre Del Liceu
> Bairro Gótico
> Monumento a Colombo
> Rambla Del Mar


Para o primeiro dia, vamos começar pelo Palácio da Música Catalã (Um espetáculo de arquitetura!) com visitas a cada 30 minutos. Ele está há 4 minutos a pé da estação de metrô Urquinaona (linha 1 vermelha ou linha 4 amarela) e há 7 minutos da estação Catalunya (linhas 1 vermelha e 3 verde). Tente o primeiro horário: a partir das 10 horas da manhã. Sugiro que você compre seu ingresso online com 1 dia de antecedência para poder garantir sua entrada logo cedo e assim seguir todo o roteiro deste dia sem perder nenhuma das sugestões que virão:
http://www.palaumusica.cat/en/visitor-information_37987
Caso não deseje entrar, admire a fachada do Palácio que também é belíssima.

10480616_10202493887448590_1907060592656054886_n
Palácio da Música Catalã

Deixando o Palácio de Música Catalã, siga para Praça da Catalunha que é a maior praça de Barcelona e a mais central. Você não vai gastar nem 10 minutos a pé para chegar lá. Bem tranquilo. 😉

Untitled-1
Do Palácio da Música Catalã até a Praça da Catalunia.

A partir dela, vamos começar nosso passeio pelas Las Ramblas (uma das vias mais importantes da cidade) até chegarmos ao Porto Velho. Chegando na Praça da Catalunha, logo encontramos a Hard Rock. Se você é como eu, uma “Hard Rock-Lover,” precisa entrar e conhecer. 😉

IMG_0300
Hard Rock

Continue descendo pelas Ramblas que tem um calçadão largo onde várias pessoas caminham dia e noite. É muita movimentação, muitos turistas, muito o que se fazer também.  Para quem curte umas comprinhas BÁ-SI-CAS, você terá a H&M, a Zara, El Corte Ingles e a Desigual uma pertinho da outra. De enlouquecer! Descendo ainda, você encontrará um grande mercado, o La Boqueria. Entre, conheça, coma alguma coisa, tome um suco geladinho, fresquinho. Muita variedade.

Saindo do mercado, continuando nosso caminho, encontraremos o Teatre Del Liceu. Lindo! Há sempre visitas guiadas a cada meia hora. É uma das casas de ópera mais importantes do mundo! Há um pequeno cartaz à porta com informações dos horários e preços.

IMG_0348
Liceu

Saindo do Liceu, aventure-se por aquelas ruazinhas estreitas que cortam La Rambla e conheça o Bairro Gótico que é a parte mais antiga da cidade, o centro histórico. Por que “gótico”? Bom, a gente descobre isso quando olha para suas construções que são na maioria neste estilo. Lá, visitei a Basílica de Santa Maria Del Pi.

De volta ao calçadão das Ramblas, você encontrará o Monumento a Colón que é a mais famosa estátua erguida (7 metros de altura) em Barcelona em homenagem a Colombo.

IMG_0352
Monumento a Cristóvão Colombo

Pronto! Estamos no cais onde há a famosa passarela de madeira conhecida como Rambla Del Mar. Há opções de passeio de barco. Fiz um de apenas meia hora pelo porto. Sinceramente, não é nada de mais. No entanto, como havia andado por algumas horas, foi bom para descansar e relaxar um pouco. Hora de curtir e caminhar pela orla marítima da Barceloneta. Uma dica para nós brasileiros: apesar de ser um passeio pela orla, não convém fazer como aqui no Brasil e sair caminhando sem camiseta só de canga amarrada na cintura ou (para os meninos…) calção sem camisa. Isso não é costume local. Exato… você não está no Rio de Janeiro, infelizmente. 😉

Dica: aproveite os bares típicos da região. Há variedades de entradas (as tapas). Aaaaah amo calamares fritinhos e, claro: uma deliciosa paella. Amo! ❤

10350617_10202464902523985_1264823219650098166_n
Não faz assim que eu me apaixono.

 2º DIA:
> Passeig de Gràcia
> Casa Batlò
> Casa Milà
> Casa Vicens
Real Santuário de San José de La Montana
> Parque Guell

O segundo dia é dedicado integralmente a ❤ Gaudí ❤ em sua composição de mosaicos coloridos, suas formas orgânicas e onduladas. Como não se apaixonar? Comece pela Casa Batlò.
https://www.casabatllo.es/
Eu encarei fila quando cheguei para comprar minha entrada – gastei cerca de uns 15 minutos por não ter comprado com antecedência e logo que estava na porta caiu um pé d’água daqueles! Sorte a minha que eu já estava entrando! A Casa é maravilhosa. A localização não poderia ser melhor: “Passeig de Gràcia” que é a avenida mais importante de Barcelona. Uma área comercial, repleta das melhores e mais conhecidas lojas de grifes do mundo. Eu, particularmente, me entretive com a arquitetura artística das casas e prédios e com passeios culturais.

Ao deixar a Casa Batlló, em 5 minutos a pé, você estará na Casa Milà conhecida como La Pedrera que é um importante centro cultural da cidade de Barcelona. Passei por ela mas não entrei. 😦
https://www.lapedrera.com/ca/home

Almoce e tire a tarde para ir ao famoso Parque Guell que é atração IM-PER-DÍ-VEL! Trata-se de um parque urbano, todo arquitetado pelo Gaudí logo no início do século XX a pedido de Guell. Pegue a linha 3 verde do metrô na própria avenida (Passeig de Gràcia) e desça na Estação Vallcarca. Da estação ao parque, será uma boa caminhada (por volta de uns 15 minutos) mas tudo é bem sinalizado, há plaquinhas indicando o caminho e não tem como errar.

Untitled-2

Em desci um pouco antes porque queria conhecer a Casa Vicens também do Gaudí. ❤ Ela não é aberta ao público. Você vai apreciar somente a fachada dela. A casa está À VENDA!!! 😮 Ela foi o primeiro trabalho importante de Gaudí, e está localizada na Calle les Carolines, nº 24: uma rua bem estreita e com pouquíssima movimentação de pessoas.
10396276_10202477049947663_8030273511100616310_n

Dali, segui para o parque. Quando estiver bem próximo de chegar, você passará pelo belíssimo Real Santuário de San José de La Montana. ❤ Valei-me São José! 🙂

Chegando ao Parque Guell, não encontrei filas mas foi preciso esperar alguns minutos até entrar pois o acesso acontece a cada uma hora, se não me engano.

 3º DIA:
> Montjuic
> Fundação Miró
> Parque Olímpico
> Museu Nacional de Arte Catalunha
> Sagrada Família

Começando pelo Montjuic que é uma montanha com bela vista para a cidade de Barcelona. Para chegar lá, peguei a linha verde do metrô e desci na estação Para-Lel onde há uma baldeação para o funicular que nos deixa na base do teleférico. Comprei o trecho de subida e o de descida. O que foi uma pena! O de subida bastava. A vista do alto do teleférico é maravilhosa mas, ao chegar ao Monte, você se dá conta de que fazer a descida a pé pode ser interessante.

Após curtir a visita ao Monte, ao descer pelo teleférico, você estará na Avenida Miramar. Desça por ela, fazendo o caminho para o Parque Olímpico. É uma avenida bastante arborizada e agradável. Caminhando, você encontrará (ao seu lado direito) a Fundação Miró. Uma parte dela é aberta ao público gratuitamente. Então, entre! -) Aproveite também para tomar alguma coisa no café que tem lá dentro. Muito charmosinho. 🙂

Continue descendo em direção ao Parque Olímpico. Ao chegar nele, você encontrará o Estádio olímpico de Montjuic que nem sempre está aberto à visitação mas, seguindo, você estará em um grande espaço aberto onde está a Pira Olímpica, a Torre de Calatrava.

Siga as placas em direção ao Palácio Nacional onde está situado o Museu Nacional de Arte Catalunha: uma arquitetura belíssima com obras românicas, góticas, barrocas e modernas. Você já está bem perto da Praça de Espanha e dali você chega até a antiga Praça de Touros onde está o centro comercial Las Arenas. Como ali já não acontecem mais touradas (graças a Deus!), o espaço virou shopping. 😀

Hora de conhecer a famosa e magnífica construção da Basílica da Sagrada Família. Estamos na Praça da Espanha, então para seguirmos para Sagrada Família teremos que pegar o metrô linha verde (sentido Zona Universitária), descer na estação Sants Estació e fazer ligação para linha azul (sentido Horta) para, enfim, descer na estação Sagrada Família. A construção é de deixar o queixo caído. E pensar que ela só ficará totalmente pronta em 2026! 😮 Filas para entrar? Claaaaaaro!  Ingressos são caros? Siiiiiim!  Você precisa organizar seu roteiro e comprar seu ingresso com antecedência para não perder a ida até lá:
http://www.sagradafamilia.org
Ao comprar seu ingresso, você agenda o horário. O último horário é o das 19:30.

4º DIA
> Praia
> Parque Ciutadella
> Torre de Agebar (à noite)

A sugestão para este dia é algo que eu chamaria de “Programa de Domingão”. Dia de praia e parque. Eu e minha amiga acordamos cedo no domingo, decidimos ir à praia e, também, fazer um piquenique no parque da cidade depois do almoço. Vimos que do hotel até a praia mais próxima faríamos o trajeto em 15 minutos de ônibus e a pé em 30. Decidimos caminhar!  Fomos a Praia de Nova Icaria, perto do Cassino Barcelona. Lá, topless é algo extremamente comum entre mulheres mais adultas (geralmente acima dos 30) e, inclusive, entre mulheres bem idosas. A prática não é comum entre as meninas mais jovens. Enfim, é um lance cultural, natural entre eles. Outro lance interessante é você ver espanhóis chegando à praia vestidos normalmente com calças jeans, sapatos e começarem a trocar de roupa na areia mesmo. 😉 A praia é banhada pelo Mar Mediterrâneo e a água é, com isso, bem menos salgada e menos fria.

Minha amiga e eu não almoçamos por ali pois nesta região os restaurantes são bem caros. Levamos algo leve para comer. Após a praia,  seguimosr então para o mais antigo parque de Barcelona (uns 20 minutos de caminhada). O Parque da Ciutadella fica bem no coração da cidade. Lugar bonito, agradável. O que mais chamou nossa atenção foi o Pequeno Lago e a Fonte Monumental. Gaudí (na época, muito jovem) colaborou em alguns elementos arquitetônicos da fonte. Há também, outro lago com umas canoas e você pode alugá-las. Foi um espaço bem acolhedor para o nosso piquenique. No parque se encontram o Zoológico e os Museus de Geologia e Zoologia de Barcelona. Em uma das saídas pelo Passeio de Lluis Companys, há o Arco do Triunfo.

À noite, saia para dar uma volta pela cidade. Pegue o metrô na Estação do Arco do Triunfo, linha vermelha, e desça na Estação Graciès onde há a Torre Agbar. Linda, construída em concreto, aço e vidro. Não é a torre mais alta da cidade, mas creio que seja a mais exuberante. Não há nada o que se fazer por ali mas valeu a visita.

 5º DIA
> Colônia Guell
> Montserrat
> Catedral de Barcelona

Se você tiver mais um dia disponível em Barcelona, visite Montserrat e a Colônia Guell. Contratei o serviço turístico para isso num quiosque nas Ramblas. Era um pacote para as duas cidades no mesmo dia. Super recomendo. O passeio tinha guia falando em inglês e em catalão, narrando todos os detalhes importantes e interessantes sobre os locais, transporte em ônibus confortável com ar condicionado, saindo da Praça da Catalunha por volta das 8:30 da manhã e chegando em Barcelona entre às 4:30 da tarde.

A Colônia Guell mantém a mesma arquitetura de Gaudì até hoje. Nada ali pode ser modificado. Apenas, restaurado. Também não pode crescer como aconteceu com outras colônias ao redor. É um patrimônio cultural e, como tal, deve ser preservado. Quando ela foi projetada, a intensão de Guell era que seus funcionários da fábrica pudessem viver próximo ao trabalho. Além das casas, foram feitas outras edificações para que todos tivessem as necessidades básicas: uma escola (educação), um hospital (saúde), uma igreja (religião) e um teatro (lazer). Na época, em 1890, havia 1.500 moradores. Hoje, moram apenas 800 pessoas lá. Maior parte destes moradores é da 3ª ou 4ª geração dos primeiros que ali trabalharam e viveram. A Cripta é o ponto alto de nossa visita. Linda como todo projeto de Gaudí! Ela teria uma estrutura parecida com a da Catedral da Sagrada Família, sendo que bem menor, claro! Mas, Guell faleceu durante a construção e seus dois filhos preferiram não continuar com a obra pois, ao contrário do pai, não eram simpatizantes ao trabalho de Gaudí.

Depois, seguimos para Monserrat. Para subir, pegamos o monotrilho. Que vista! Que lugar espetacular! Para chegarmos ao pontos mais altos das montanhas é preciso ir de funicular e por lá há algumas trilhas. De lá do topo, tudo é majestoso. Em Monserrat, há um Monastério, uma basílica e um museu. Fiquei encantada com o lugar!

Como o ônibus chega às 4h30m na Praça da Catalunha, sugiro (caso tenham disposição) que façam como eu e minha amiga: parem para tomar um café, um suco e comer qualquer coisa. Em seguida, caminhem por uns 10 minutos até a Catedral de Barcelona. Lembro-me que quando chegamos lá, havia grupos pessoas de todas as idades dançando música folclórica. 🙂
Screen Shot 2016-07-20 at 1.35.29 AM

Bom, espero que o roteiro possa ajudá-los a se organizarem melhor e a aproveitarem bem a cidade. Dúvidas, perguntas: podem deixá-las nos comentários logo abaixo. Saudações cariocas a todos e ótima viagem a BCN. ❤

Para roteiro de 4 dias em Roma, clique aqui!

1 comentário Adicione o seu

  1. Vanda Fliess disse:

    Great!!!! Quero fazer as malas e partir agora

Deixe uma resposta para Vanda Fliess Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s