Roteiro de 1 dia em Barcelos

Para aqueles que estão viajando por Portugal e estão explorando o Norte do país, indico um bate volta para a pequena cidade histórica de Barcelos. Se você estiver hospedado pelo Porto, a viagem levará cerca de 45 minutos de carro ou 1 hora de comboio (trem). Na viagem de trem, há uma baldeação na estação Nine. A troca de trens, no entanto, é super tranquila, mas fique atento a esse detalhe pra não “perder o ponto”. 😉

Estação de trem Nine
Estação Nine – a caminho de Barcelos

É exatamente da cidade de Barcelos que nos vem aquele galinho colorido que é um dos símbolos-ícones de Portugal no mundo inteiro.BB 35

Contam que, certa vez, um peregrino passava pela cidade a caminho de São Tiago de Compostela e fora acusado de um crime que não havia cometido. O Juiz sentenciou-lhe à forca, mas o peregrino rezou e implorou a Deus por um milagre. Enquanto o juiz comia num banquete, o peregrino apontou para um galo assado sobre a mesa e disse: “É tão certo eu ser inocente, como é certo esse galo cantar quando me enforcarem!” e, já com a corda no pescoço, pronto para receber a pena de morte, o galo assado cantou e o juiz espantado correu imediatamente para a praça e pediu que o peregrino fosse solto. O homem salvo da morte mandou, depois, erguer o Cruzeiro do Senhor do Galo em honra à Virgem Maria e a São Santiago.
O que conhecer em 1 dia em Barcelos?
  1. Igreja de Santo António dos Capuchinhos
  2. Campo da Feira
  3. Templo do Bom Jesus da Cruz
  4. Largo da Porta Nova
  5. Chafariz do Largo
  6. Jardins da Barroca e Passeio dos Assentos
  7. Torre de Barcelos
  8. Miradouro da Torre
  9. Largo do Apoio
  10. Igreja de Santa Maria Maior
  11. Paço do Conde de Barcelos
  12. Padrão do Senhor do Galo
  13. Câmara Municipal
  14. Ponte Medieval sobre o Rio Cóvado
  15. Barcelinhos

Prontos? Então, VEM E FOGE COMIGO AGORA para Barcelos! 😀
Ao chegar de trem a Barcelos e deixar a estação, você encontrará um largo numa rotatória. Siga pela Avenida Alcaides de Faria rumo ao Centro Histórico.

Estação de Comboios - Barcelos
Estação de Comboios – Barcelos Rotatória / rotunda.

No caminho, você passará por uma belíssima igreja, a Igreja de Santo António dos Capuchinhos e também, mais a frente, pelo Campo da Feira onde acontece TODA QUINTA-FEIRA aquela que é uma das maiores e mais antiga feira de artesanato do país, com produtos típicos da região. Então, se puder, programe sua visita a Barcelos para uma quinta-feira. A feira é conhecida como umas das mais tradicionais na Europa.
ps- Infelizmente, estive em Barcelos numa sexta e perdi… 😦

Assim que passar pelo Campo da Feira, você mais a frente poderá contemplar ao fundo uma imagem grande do Galo de Barcelos e do Templo do Bom Jesus da Cruz no Largo da Porta Nova. 

Esse largo é rodeado por pontos interessantes para visitação: o Chafariz do Lago, a Torre de Barcelos, o Jardim das Barrocas junto ao Passeio dos Assentos.
Entre primeiramente no templo que é BÉ-LÍS-SI-MO!!! Quando lá estive, em agosto de 2019, ele havia passado por restaurações um tempo atrás. Lembro-me que um senhorzinho que estava sentado à porta observando (com discrição) os turistas que chegavam, veio até mim e começou a me contar a história do milagre que ali aconteceu e que levou ao erguimento da igreja. 

Acerca do milagre: foi um prodígio religioso chamado “Milagre da Cruz” ocorrido em 20 de dezembro de 1504. Uma cruz surgiu ali no carvalhal e toda vez que mexiam na terra, algo acontecia: mesmo que desfeita, a cruz surgia novamente na terra negra do chão.  

Logo quando sair pela porta principal do templo, você verá o Chafariz do Largo e os belos Jardins das Barrocas e aproveite para tirar belas fotos. O lugar me pareceu tão bem cuidado e tudo muito colorido e harmonioso.

Siga para a Torre de Barcelos que também é chamada de Torre do Cimo da VilaTorre de BarcelosPostigo da MuralhaTorre da Porta Nova ou Torre da CadeiaPara subir ao topo, você não paga nada. 0880!!! Em cada andar até chegar ao miradouro, você encontrará diversas artes com o ícone da cidade: o Galo. São obras esculpidas em diferentes materias, tamanhos e cores e, nesses andares, há espaços para as crianças brincarem em mesinhas onde podem desenhar e colorir.
Bom, a vista lá de cima é maravilhosa. Não deixe de subir.

Saindo da Torre, o próximo destino é o Theatro Gil Vicente. Fiz o caminho pela Rua Dom António Barroso que é uma rua bem antiga, estreita – só para pedestres – com lojinhas, cafés, restaurantes. Desça por ela e aproveite o passeio. É uma ruazinha muito charmosa do Centro Histórico. Ao fim dela, você verá o Teatro, um prédio de fachada amarela.

Acredita-se que o dramaturgo português do século XVI nasceu em Barcelos. Não há nada que comprove historicamente, apenas indícios.
Entrei no teatro, mas não consegui passar do hall. Me parece que não há a opção de tour para conhecer o espaço. De qualquer maneira, há sempre eventos culturais acontecendo por ali. Visite o site e se informe:
https://agenda.barcelos.pt/locais/teatro-gil-vicente

A próxima parada é a Igreja Matriz de Santa Maria Maior. Para chegar até ela, você passará pelo antigo e conhecido Largo do Apoio com características medievais e renascentistas.

Saindo à esquerda do Largo, chegaremos à Igreja e ao Paço do Conde de Barcelos.

No Paço do Conde de Barcelos encontramos as ruínas de um Castelo todo palaciano que fora construído no século XV por ordem do Duque de Bragança. Era a edificação mais rica da época. A deterioração desse Paço começou no século XVIII e agravou-se ainda mais com o terremoto de Lisboa em 1755. Entre as ruínas, encontramos a cruz que é o Padrão do Senhor do Galo – o cruzeiro erguido pelo peregrino que escapou do enforcamento.

Dali, virado para o Rio Cávado, você contempla a Ponte Medieval de Barcelos que liga a cidade a Barcelinhos. Voltando-se para a direção oposta, encontraremos o prédio da Câmara Municipal com as sacadas repletas de vazinhos de flores. 

Se você desejar, atravesse a ponte e, de Barcelinhos, você poderá ter uma bela vista de Barcelos, garantindo aquela foto-postal especial da cidade.
Almocei pelo Centro histórico em um pequeno e simples restaurante onde ofereciam pratos-do-dia por um preço baratinho. Acabei comendo um franguinho assado com arroz, salada e batatas-fritas. O prato mais típico da região, no entanto, é o famoso Galo Assado servido com batatas.

Barcelos 22.jpg
Frango Assado: foto ilustrativa retirada da Internet.

CURIOSIDADE: Enquanto você passeia pela cidade é bastante comum, pelas ruas, encontrar peregrinos que estejam fazendo o Caminho de Santiago. Barcelos é uma das passagens para Santiago de Compostela.
Resumindo, podemos dizer que Barcelos é uma cidade de grande riqueza histórica, cultural e lugar de muita fé. 

Obrigado por sua leitura até aqui. Espero que tenham ficados curiosos e animados em conhecer esse pedacinho encantador de Portugal. ❤
Ah! Uma dica para quem está no Porto é fazer também um bate volta para Braga. Eu, inclusive, visitei Barcelos quando estive hospedada na casa de um amigo em Braga. É outra cidadezinha encantadora!
Youtube – Me, Myself and I in Braga and Barcelos/2019  

 

E você? O que diz?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s